putz!

Já parou pra pensar em quantas besteiras você já fez na vida?

É chato e desanimador pensar em quantas vezes já quebramos a cara. Escolher não é fácil. Quando você constata o tamanho da burrada e quando percebe o quão idiota foi, é que começa a se remoer de raiva, se xinga e culpa seu coração por não ter te deixado pensar direito ou culpa sua cabeça por não ter te deixado agir com o coração.


A cabeça erra porque pensa demais. O coração erra porque é bom e ingênuo demais.

Nossa vida é conduzida por escolhas, e escolher é estar em contradição. Cabe a cada um de nós escolher o que nos parece melhor.



 O que "parece" melhor? Eu quero o melhor!



Ninguém consegue saber o que é certo. Pedir conselhos é ótimo, pois eles nos guiam e nos trazem visões diferentes, mas o certo nunca atingiremos.
Já diria Raul Seixas: " Talvez o certo para você é o errado para mim. Claro, cada um é cada um, ninguém é igual a ninguém. Não vai ser por isso que vamos nos desentender. Duas pessoas discutirem e não chegarem a uma conclusão igual, é a melhor prova de que cada ser humano tem o seu valor e identidade própria."
As pessoas são diferentes porque viveram coisas diferentes. Tome conselhos pra si como visões de vida, nunca deixe que eles se tornem o centro da sua decisão. Lembre dos conselhos como algo que deu errado pra alguém, mas que não necessariamente dará pra você também, porque o momento é outro, as pessoas são outras e as circunstâncias também são outras.