Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2014

um dia perdido.

Há dias em que tudo é estranho, é vago e não faz bem algum. São dias que me deixam perdida, sem rumo e vontade de sorrir. O dia desceu rasgando garganta abaixo e foi mal digerido. [ ...dias tristes, mas que passam. ]



Arrogância, pra quê mesmo?

Tem gente que acha que consegue resolver tudo no grito, acha que falar alto vai lhe garantir mais credibilidade e firmeza, mas que nunca parou pra pensar que ninguém gosta disso. Nem quem berra e grita gosta que outros berrem e gritem de volta.

Tem gente que se esquece que a lei do retorno vale pra todas as situações. Tudo que fazemos de bom ou mal se reflete e volta para nós de várias maneiras. 
Ser gentil não é difícil.
A arrogância não leva ninguém a lugar nenhum e não faz ninguém melhor que ninguém.

"E no final, o amor que você recebe é igual ao amor que você doa". Paul McCartney  

Retrospectiva

E quando você vê já é 2014 e já se foi metade de um mês. 2013 foi pra mim um ano estranho e intenso, tanto nos momentos felizes quanto nos tristes. Houveram dias em que eu me senti tão feliz que não me cabia dentro de mim e também dias em que eu só queria sumir, me trancava no quarto e tentava descobrir o que me incomodava tanto. Houveram vezes em que eu senti raiva, tanta raiva ao ponto de gritar ou chorar, raiva da hipocrisia das pessoas, das desonestidades, e raiva de mim por ter medo de fazer tanta coisa. Em vários dias eu me diverti muito, pois saí com meus amigos, conheci pessoas incríveis e pude curtir algumas semanas de férias revivendo a minha vida antiga. Infelizmente 2013 me trouxe a situação mais difícil e triste que já vivi, talvez um dia se mostre necessária e quem sabe eu consiga entender. Apesar dos pesares, me mostrou que eu posso ser forte mesmo despedaçada  e que, diferente do que pensava, sou muito mais coração que cabeça, principalmente com as pessoas que sei que…